quarta-feira, 5 de agosto de 2009

.

.
.
AUTOBIOGRAFIA EM CINCO CAPÍTULOS
.
Ando pela rua
Há um buraco fundo na calçada
Eu caio...
Estou perdido...Sem esperança
Não é culpa minha
Leva uma eternidade para encontrar a saída.
.
Ando pela mesma rua
Há um buraco fundo na calçada
Mas finjo não vê-lo.
Caio de novo.
Não posso acreditar que estou no mesmo lugar
Mas não é culpa minha
Ainda assim levo um tempão para sair.
.
Ando pela mesma rua
Há um buraco fundo na calçada
Vejo que ele ali está
Ainda assim caio...É um hábito.
Meus olhos se abrem
Sei onde estou
É culpa minha
Saio imediatamente.
.
Ando pela mesma rua
Há um buraco fundo na calçada
Dou a volta
Ando por outra rua.
.
Autor desconhecido
.

2 comentários:

direitinho disse...

Penso que andamos todos perdidos e sem esperança em dias melhores.
Acreditamos e somos trídos. Caímos no buraco porque estes políticos tem a habilidade de nos prometer e enganar.
Como se não bastasse ainda somos perseguidos, humilhados e extorquidos.
Não há luz no fundo do túnel......

Non je ne regrette rien: Ediney Santana disse...

andar com fé ? há os buracos no meio da rua, antes tinha uma pedra no meio da rua ou do caminho