sexta-feira, 26 de dezembro de 2008

.
.

.
.
A PAZ SEM VENCEDOR E SEM VENCIDOS
.
Dai-nos Senhor a paz que vos pedimos
A paz sem vencedor e sem vencidos
Que o tempo que nos deste seja um novo
Recomeço de esperança e de justiça.
Dai-nos Senhor a paz que vos pedimos
.
A paz sem vencedor e sem vencidos
.
Erguei o nosso ser à transparência
Para podermos ler melhor a vida
Para entendermos vosso mandamento
Para que venha a nós o vosso reino
Dai-nos Senhor a paz que vos pedimos
.
A paz sem vencedor e sem vencidos
.
Fazei Senhor que a paz seja de todos
Dai-nos a paz que nasce da verdade
Dai-nos a paz que nasce da justiça
Dai-nos a paz chamada liberdade
Dai-nos Senhor a paz que vos pedimos
A paz sem vencedor e sem vencidos
.
Sophia de Mello Breyner
.
.

2 comentários:

Mariz disse...

Este poema da Sophia é belíssimo.
Foi muito bem escolhido para o peíodo que se inicia e se estende por mais 365 dias
Que venha então a PAZ em cada coração e que todas as gentes saibam vivê-la!

Prazer em a conhecer...
MAriz

direitinho disse...

Vale sempre vir aqui e procurar ver e aprender coisas tão belas como este poema.
Que a Paz se prolongue por todo o ano. Que todos procurem a paz.